Dicas de investimentos seguros melhores que a poupança

Especialistas indicam fundos de renda fixa para este ano mesmo com cenário de queda da Celic. Conheça as melhores alternativas para investir.

Postado em 14/09/2017.

Mesmo que estejamos passando por um cenário não muito positivo para quem investe nos fundos de investimentos, ainda continuaremos com os juros altos. Temos uma inflação que vem caindo, e que deverá ceder ainda mais no próximo ano, por este motivo os juros reais ainda são interessantes, de acordo com especialistas no assunto.

É fato que a queda de juros poderá diminuir de forma significativa os rendimentos dos títulos considerados pós fixados e ligados ao CDI e a Selic, apesar disto, para que a renda fixa deixe se ser um bom tipo de investimento falta bastante. Enquanto contarmos com uma taxa de juros equivalente de dois dígitos, nos consideramos no mercado financeiro como fora da curva do mundo. Apesar disto, o investidor que tiver recursos disponíveis para investimentos, precisa aproveitar a oportunidade, e sair da poupança aproveitando o momento.

Conheça alguns tipos de aplicação para quem busca rendimentos superiores á poupança e não quer correr riscos.

Dicas de investimentos seguros melhores que a poupança

Os LCIs e LCAs

O título Letra de Crédito Imobiliário, e Letra de Crédito do Agronegócio, nada mais são respectivamente do que um título emitido através dos bancos para financiamento de participantes de cadeias de agronegócio, já o segundo é um tipo de título emitido através dos bancos para a obtenção de recursos que são destinados para financiamentos de setor imobiliário.

A maior vantagem destas aplicações está na isenção do Imposto de Renda. Além disto, as desvantagens destes tipos de fundos são os aportes iniciais que são maiores e em prazos considerados mais longos. Existem até mesmo poucas alternativas de LCIs e LCAs com aplicações que são consideradas mínimas mais baixas, mas é fundamental que se analise alternativas.

Ao comparar o rendimento destes fundos com outros tipos de fundos, é interessante que se possa descontar o Imposto de Renda que é cobrado através do CDB. Além disto, por mais que o percentual de CDI que é pago em outros tipos de fundos seja superiores aos de LCIs e LCAs, com desconto de imposto, sua rentabilidade líquida poderá ser bem menor.

Por isso procure por este tipo de investimento em bancos de porte médio, ou até mesmo em corretoras independentes, já que os bancos maiores oferecem uma remuneração bastante insatisfatória.

Os LCs e CDBs, como funcionam?

Ao adquirir uma cota de CDB, os investidores acabam por emprestar dinheiro para a instituição financeira e recebe uma remuneração equivalente por isto. Os bancos deverão emprestar o dinheiro para outros clientes, e para garantir o lucro, pagam por uma taxa menor ao investidor do que a que está cobrada para emprestar aos que solicitam créditos.

Em sua grande maioria, os CDBs possuem títulos pós fixados, e ainda atrelados ao CDI, o que quer dizer que eles pagam ao investidor um percentual deste tipo de taxa, que fica bem próxima da Selic.

A segurança dos CDBs são as mesmas da poupança, pois ambos são cobertos pelo FGC ou fundo garantidor de crédito de até 250 mil reais, o limite que é válido por instituição e também por CPF.

Além disto tanto os CDBs como as LCs possuem desconto de Imposto de Renda, por este motivo, a regra é a mesma que dos títulos públicos para ambos os produtos financeiros, ou seja, quanto mais tempo se demorar para resgatar, menor será a alíquota de imposto de renda que será cobrada.

Os títulos públicos também são uma boa alternativa

Os títulos públicos são os mais acessíveis financeiramente falando, a operação mínima inicial é equivalente de 30 reais, e qualquer um poderá investir, basta apenas se procurar por um banco ou corretora para que ocorra a intermediação e a negociação dos valores e optar por um título público que deverá se encaixar melhor em seu objetivo.

Procure destacar ainda que você apenas será remunerado por este tipo de taxa se levar o título até o seu vencimento. Caso você venda o mesmo antes do prazo, a sua rentabilidade poderá variar.